Rádio Vila Nova 98.3 FM - A Emissora da Comunidade 
#

Acusado foi preso em Gaspar após ficar foragido por mais de 10 dias

REDAÇÃO JORNAL METAS

24019986.jpg

FOTO: DIVULGAÇÃO/POLICIA CIVIL

Criminosos havia se escondido na casa de parentes após cometer o assassinato

Após 11 dias de procura, a Polícia Civil localizou e prendeu Gilmar Cesar de Lima, de 22 anos, suspeito de matar o professor indígena Marcondes Nambla, de 36 anos, espancado em Penha no primeiro dia do ano. O acusado foi localizado na manhã desta sexta-feira (12) em Gaspar, o criminoso estava escondido na casa de familiares e no momento da prisão confessou o crime.

De acordo com as informações, o acusado residia em Gaspar, mas após cometer um crime no município fugiu para a cidade de Penha, onde veio a cometer o assassinato do professor indígena neste ano. Gilmar Cesar responde por outros crimes, como homicídio, roubo, e lesão corporal, além da tentativa de homicídio contra um ex-namorada e ex-sogra quando ainda residia em Gaspar.

Para a polícia, Gilmar Cesar de Lima confirmou que matou o professor após um desentendimento. O criminoso alega que a vitima teria mexido com o seu cachorro e, por isso, atacou o professor indígena com um pedaço de madeira. Com a prisão, o acusado irá responder por homicídio por motivo fútil. 

Jornal Metas 12/01/2018