Rádio Vila Nova 98.3 FM - A Emissora da Comunidade 
#

Evento aconteceu na noite desta quinta-feira (29), no Engenho Quinta do Vale

FOTO: EVENTO RELATOS DE UMA TRAGÉDIA_29/11/2018

Há 10 anos, o Vale do Itajaí e especialmente Gaspar viveram a pior tragédia climática já registrada na região. Aqueles fatídicos fatos de novembro de 2008 foram relembrados na noite de quinta-feira (29), durante evento realizado no Engenho Quinta do Vale. O encontro, promovido pelo comunicador Jota Aguiar, em parceria com o ex-prefeito Adilson Luis Schmitt, reuniu autoridades, forças de segurança, lideranças, voluntários e imprensa. Com o tema "Relatos de uma tragédia - 10 anos", nome do livro homônimo do organizador, o evento foi marcado pela emoção e homenagens. Ao todo, 39 troféus e menções honrosas foram distribuídos em duas categorias: Lídere e Voluntário 2008. "Sempre tive vontade de fazer um evento como esse para reunir as pessoas que tanto trabalharam e se doaram naquela época", disse. E a confraternização atingiu seu propósito - afinal, muitas das pessoas que lá estavam não se viam há exatos 10 anos. É o caso do major da Reserva da Brigada Militar do Rio Grande do Sul (RS), Luis Fernando Santos Carlos. Em novembro de 2008 ele era o coordenador da Defesa Civil daquele estado e foi enviado à Santa Catarina para ajudar e orientar os municípios atingidos. Quando se apresentou em Florianópolis, foi imediatamente mandado para Gaspar. "Já havia trabalhado em outros desastres, mas somente com perda de bens materiais. Na região, houve muitas mortes e isso foi muito difícil", recorda-se.

O major Márcio Luiz Alves, que na época era o Coordenador da Defesa Civil em Santa Catarina, também esteve presente. Foi ele quem deu ao major Luis Fernando a missão de contribuir e cuidar do nosso município. "O major se apresentou bem no momento em que recebi a ligação do Adilson. Ele estava desesperado, transtornado, e pedia por ajuda. E foi o que fizemos naquela época. Em situação de desastre é difícil uma estrutura dar conta de tudo e por isso pedimos auxílio a vários estados". O major Adair Alexandre Pimentel era quem comandava a Polícia Militar de Gaspar. Hoje ele está na Polícia Ambiental de Lages (SC) e também fez questão de participar do encontro. O delegado de Polícia Civil de Gaspar, Paulo Norberto Koerich, e o comandante do Corpo de Bombeiros de Gaspar, Tenente Douglas Tomaz Machado, também marcaram presença.

Koerich quebrou o protocolo e relembrou de um episódio. "Para socorrer uma família no Morro do Cachorro, um dos tripulantes da aeronave precisou ficar no local. Porém, uma chuva muito forte voltou a cair na cidade e não conseguimos mais decolar e voltar para buscá-lo. Ficamos com a moral muito baixa, nos perguntando como fomos capazes de abandonar um dos nossos irmãos de farda. Felizmente, à noite, enquanto jantávamos, ele apareceu. Ninguém conseguiu segurar as lágrimas naquele momento". O tripulante era o policial Roberto, que também estava no evento. "A terra estava muito instável e percebi que poderia ocorrer mais deslizamentos. Era preciso retirar todos dali o quanto antes. Se não me engano eram umas 10 pessoas - reuniu todo mundo e começamos a deixar o local a pé, pelo mato, até uma das bases. Eu continuei o caminho de carona em uma motocicleta, caímos na lama várias vezes, e depois que a moto deixou de funcionar, pegamos bicicletas emprestadas", relembra.

Este foi apenas um dos tantos relatos da noite. Outras situações foram lembradas, como o deslizamento no Sertão Verde que atingiu um dos bombeiros militares, o soldado Volnei. Por sorte, ele conseguiu "surfar" na avalanche de lama e sobreviveu. No momento em que recebeu a notícia, o sargento Maba, também do Corpo de Bombeiros, tentava salvar a vida de uma mulher que estava soterrada. "Para evitar de machucá-la ainda mais, não usei ferramentas, cavava a terra com as mãos. Foi quando fiquei sabendo do soldado Volnei. Naquela hora tu não sabe o que fazer, pois o risco era eminente. Mas eu disse: se for para morrermos, vamos morrer todos abraçados. Então continuei o resgate até salvar a mulher", emociona-se.

 

Homenageados 


 Menção Honrosa 

- 23º Batalhão de Infantaria de Blumenau

- Associação Empresarial de Gaspar (ACIG)

- Associação de Micro e Pequenas Empresas ( AMPE)

- Associação de Bombeiros Comunitários de Gaspar

- Belchior Jeep Road Foul Club

- Bombeiros Militares de SC

- Conferência Vicentina de Gaspar

- Jeep Clube Gaspar

- Lions Clube de Gaspar

- Moto Clube Gaspar

- Moto Trilha Belchior

- Oseias Morlo

- Polícia Ambiental de SC

- Polícia Civil de SC

- Policia Militar de SC

- Polícia Militar Rodoviária de SC

- Polícia Rodoviária Federal de SC

- Rede Feminina de Combate ao Câncer de Gaspar

- Rotary Club de Gaspar

- Trail Club Gaspar

 

Voluntário 2008

- Carlos Alberto Schwager

- Dalmo Melato

- Jackson do Rosário

- Prefeito de Gaspar, Kleber Edson Wan-Dall

- Neudi Scheuermann

- Paulo Cesar Maba

- Raul Antonio Hennemann

- Regis Evaloir da Silva

- Sergio Rubens Theiss

- Dr. Silvio Cleffi

- Walter Max Heinig Neto

 

Líder

- Antonio Assini

- Cel. Reformado da Defesa Civil, Márcio Luiz Alves

- José Altino Comper

- Luiz Mario da Silva

- Major Reformado da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, Luiz Fernando Santos Carlos

- Salesio Nuhs

- Serviço Aeroespacial de Resgate - SAER

- Adilson Luis Schmitt

 

Jornal Metas 03/12/2018