Rádio Vila Nova 98.3 FM - A Emissora da Comunidade 
#

A luz que piscava em vermelho no topo do semáforo durante a madrugada era um alerta aos motoristas: cuidado ao passar por este cruzamento. A falta de atenção de condutores fez a medida que estava em vigor há 10 anos ser revogada em alguns pontos de Blumenau. Desde a semana passada, 29 semáforos que antes passavam a madrugada no modo intermitente voltaram a funcionar normalmente. Segundo o Seterb, a decisão foi tomada com base nos dados do ano passado. Relatório da autarquia aponta que o número de acidentes somente nesses cruzamentos chegou a 192 em 2017. O índice de mortos e feridos também é alto: são três vítimas fatais e ao menos 102 pessoas lesionadas. Todos os números são superiores ao ano anterior: são 17% a mais casos de colisões e 23,5% pessoas machucadas.

Em média, a cada dois dias um acidente foi registrado em algum dos 29 locais em que agora os semáforos vão cumprir todas as fases (verde, amarelo e vermelho). Segundo o presidente do Seterb, Marcelo Schrubbe, a expectativa é reduzir os acidentes que se tornaram recorrentes, por exemplo, em entroncamentos das ruas São Paulo, 2 de Setembro, Amazonas e 7 de Setembro. A última, inclusive, é a que registra a maior quantidade de colisões, com 48 episódios nos últimos três anos.

– Com esses registros, resolvemos verificar cada um dos locais e os critérios avaliados para essa decisão foram para aqueles cruzamentos que apresentam mais riscos de acidente aos motoristas, mas que estão bem iluminados e não há perigo à segurança – diz Schrubbe.

O comandante da autarquia argumenta ainda que a mudança também era um pedido de comerciantes e agentes de trânsito. Conforme Schrubbe, são inúmeros os relatos de colisões durante os plantões noturnos e antes da mudança dos 29 semáforos, outros oito cruzamentos controlados pelos equipamentos já funcionavam com o ciclo completo e apresentaram um resultado positivo.

– A expectativa é a redução desses números a partir de agora, de acidentes graves principalmente. Mas a avaliação é permanente e se todo mundo respeitasse a sinalização de trânsito como deveria, naturalmente teríamos menos acidentes. Então, a gente conta com o bom senso e a colaboração de todo mundo – reforça Schrubbe ao destacar também que a medida não tem impacto financeiro.

Para quem está na estrada durante a noite, a decisão é bem-vinda. O taxista Valentim da Silva, 52 anos, afirma que em alguns pontos de Blumenau é de fato mais seguro para os motoristas o sinal funcionando normalmente. Com 16 anos na frente do volante diariamente, ele acredita que a segurança contra crimes, alegada quando a medida foi adotada, não está atrelada exclusivamente ao tempo parado no sinal e sim no combate à ação dos criminosos.

– Têm alguns cruzamentos perigosos, que é bom o sinal trabalhar normalmente dia e noite, porque de ambos os lados os motoristas não diminuem a velocidade e causam acidentes sérios e até com vítima. Mas em outros, onde dá para enxergar bem quem está vindo, pode ser "piscante" – defende o taxista.

Semáforos do cruzamento da Rua 7 de Setembro com a Alameda Rio Branco também voltaram a operar normalmente durante a madrugadaSemáforos do cruzamento da Rua 7 de Setembro com a Alameda Rio Branco também voltaram a operar normalmente durante a madrugada

(Foto: Patrick Rodrigues)

A técnica em saúde bucal Loide Teixeira do Nascimento concorda com a mudança aplicada pelo Seterb. No entanto, reforça que o policiamento deve ser intensificado durante a madrugada para resguardar a segurança dos condutores. Embora não tenha um levantamento específico sobre os cruzamentos dos 29 pontos alterados, a Polícia Militar afirma que não são comuns assaltos em semáforos da cidade, mas que se houver indicativo que aponte para uma incidência de crimes do gênero a atuação dos policiais pode ser revista.

– O que influencia é o comportamento das pessoas: ficar com as janelas do carro abertas, bolsa em cima dos bancos, celular visível – pontua o comandante do 10º BPM, tenente-coronel Jefferson Schmidt

Além da mudança nos semáforos que deixaram de ser intermitentes, as sinaleiras que permanecem piscando nas madrugadas tiveram a cor da intermitência substituída do vermelho para o amarelo. A medida segue uma recomendação do Conselho Nacional de Trânsito. O modo piscante ocorre das 0h às 5h, com exceção dos semáforos da Rua Samuel Morse com o túnel da BR-470, que ficam piscando das 20h às 5h.

Confira no mapa os locais onde ficam os 29 semáforos que voltam a funcionar na madrugada:

Veja a seguir estatísticas sobre o número de acidentes registrados nestes 29 cruzamentos e quais foram os lugares em quem ocorreram o maior número de colisões nos últimos anos:

Arte Santa

Jornal de Santa Catarina 03/12/2018