Rádio Vila Nova 98.3 FM - A Emissora da Comunidade 
#

Foi em meio a muitas buzinas de motocicletas e uma grande salva de palmas que o motociclista André Inácio, de 40 anos, foi sepultado na tarde de domingo, dia 8 de setembro. Ele é a vítima do grave acidente ocorrido no início da tarde de sábado, dia 7 de setembro, no bairro Gaspar Grande, em Gaspar.

Integrantes do grupo ‘Amigos da Moto’ subiram o morro do cemitério de Gaspar seguindo o carro que transportava o caixão em que estava André. Esta foi a forma escolhida pelos amigos para homenagear aquele que estava sempre disposto a ajudar. “O André era uma pessoa muito boa. Com ele, não tinha tempo ruim. Ele construiu uma família muito linda e cumpriu sua missão na terra. Com certeza, deixa muitas saudades”, disse Luis Carlos Furtado, o Calinho, representando todos os amigos motociclistas.

Antes do sepultamento, a Capela Mortuária Bom Pastor ficou pequena para a quantidade de pessoas que participaram do culto de despedida de André. Pastores pregaram a palavra de Deus e mostraram aos fieis o verdadeiro sentido da morte. A celebração emocionou aos presentes, principalmente os familiares.

Lembre o acidente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

André Inácio morreu após se envolver em um grave acidente de trânsito no bairro Gaspar Grande, em Gaspar. A colisão aconteceu por volta das 13h30 deste sábado, dia 7 de setembro.

Conforme informações de pessoas que presenciaram o acidente, André perdeu o controle da direção da moto e colidiu contra um poste. O Corpo de Bombeiros de Gaspar e a equipe do helicóptero Arcanjo foram acionados. Chegando ao local, os socorristas encontraram o homem inconsciente e com traumatismo cranioencefálico grave. Ele entrou em parada cardiorrespiratória e a equipe médica realizou os procedimentos de tentativa de reanimação, mas ele não resistiu e faleceu ainda no local do acidente.

O Instituto Geral de Perícias e a Polícia Militar de Gaspar também estiveram no local da ocorrência e realizaram os procedimentos legais

No momento do acidente, André trabalhava na entrega do Jornal Metas, de Gaspar. Antes de sair para o trabalho, ele deixou um bilhete para a esposa e para a filha, onde estava escrito: “Furou o pneu [da moto], mas já arrumei. Vou me atrasar. Mas amo vocês”.

André também era colaborador do Jornal Cruzeiro do Vale. Toda sexta ele entregava jornal aos assinantes dos bairros Centro e Gasparinho. À família, a equipe do Cruzeiro do Vale deseja forças neste momento difícil.

Jornal Cruzeiro do Vale 09/09/2019